DESIGN CERÂMICO

Palestra realizada no Senai Mário Amato na Semana de Tecnologia em Cerâmica – STEC 2009

 

O processo industrial e a contribuição do design

No período pós-revolução industrial, a concepção dos novos produtos voltou-se ás metodologias projetais da Engenharia, cujo objetivo principal era a funcionalidade.
Com o aprimoramento dos processos de comunicação, o mercado tornou-se mais competitivo, os produtos da produção em série passaram a ter praticidade, contudo a demanda ficou mais exigente, de modo que a funcionalidade passou a ser mais um detalhe para suprir o mercado. As atuais metodologias do processo de Design buscam constantemente novos métodos que possibilitem idéias inovadoras e criativas, em todos os estágios projetais.
O consumidor busca produtos que ousam trazer algo além de sua função básica. O projeto de produto deve agregar valor, sejam eles estéticos, funcionais, técnicos, culturais, e emocionais. Na interface homem-objeto se faz necessário o uso de elementos, como: textura, cor, forma, sabores, cheiros, sons e os movimentos. O produto passa a ter valor simbólico, estimulando todas as sensações humanas como: a visão, a audição, o tato, o paladar e o olfato.

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...