Fabricação do Design criativo

terça-feira, 7 de outubro de 2008
Design Cerâmico
Esse tópico se refere a uma pequena parte da minha pesquisa para um trabalho que realizei semestre passado sobre Design Cerâmico para a disciplina de Modelagem.
__________________________________________________________
“A cerâmica origina-se pelo processo de transformação do barro na ligação de três elementos fundamentais: água, terra e calor. A matéria-prima e o principal componente da cerâmica é a argila, material formado por minerais, existente em grande variedade, que tem a propriedade de formar com a água uma pasta suscetível de ser moldada, secar e endurecer, sob ação do calor. O grupo dos materiais cerâmicos inclui a cerâmica comum, a cerâmica avançada e o vidro. Conforme sua matéria-prima, as argilas classificam-se em: caulim, ball clays, aluminosas, ferruginosas e calcárias, glaciais, slip clays, stoneware, vitrificantes, infusíveis (a altas temperaturas), refratárias (não se deformam à temperatura de 1500°C), fusíveis (deformam-se e vitrificam-se a temperaturas inferiores a 1200°C).
A cerâmica tem uso diversificado na indústria e no lar: desde louças e porcelanas até materiais de construção, como tijolos, sanitários e azulejos, isoladores ou refratários especiais, até materiais de aplicações mais sofisticadas, como ferramentas de corte, motores de carro, pás para turbinas de avião e semicondutores para componentes eletrônicos.
Processo industrial
As cerâmicas industriais são produzidas por meio de máquinas e equipamentos fabris e as cerâmicas artísticas são confeccionadas e modeladas manualmente em moldes e tornos podendo, eventualmente, serem decorados e vitrificados. Posteriormente, são dispostos em fornos para serem cozidos. A fabricação de produtos passa por várias etapas, desde a fase do barreiro e do tratamento anterior à matéria prima, sucedido pela homogeneização, moldagem e secagem da cerâmica até sua queima.
Métodos de conformação
Os métodos de conformação dependem da quantidade de água em um corpo cerâmico, que determina a escolha do método de moldagem ou ao contrário. Assim, por exemplo, peças de configuração complexa são mais facilmente moldadas com massas que possuem elevada plasticidade, muita quantidade de água.
A conformação dos objetos dá-se pelos processos de prensagem a seco, que consiste na modelagem pela prensagem da argila quase seca em um molde na configuração desejada, e pelo processo de extrusão, que modela os objetos ao forçar a passagem da argila por pressão por meio de aberturas ou moldes que lhe dão forma contínua, em que pode ser cortada em comprimentos desejados.
Processo manual
O método mais disseminado na cerâmica, na confecção de peças artesanais é a moldagem manual. Utilizando-se as mãos para amassar e configurar a argila com o uso de técnicas de espiral, de lâminas e de torneamento. Após o processo, a argila costuma passar pela secagem, aplicação de vidrado e pelo processo de cocção, para torná-la dura.
Métodos de acabamento
Conforme o processo de fabricação empregado, são utilizadas várias técnicas, como: de tirar rebarbas, torneamento e de união de componente de um mesmo objeto; de decoração, em que se destacam: a vitrificação; pintura por esmaltação; aplicação de relevos; decalque; silk-screen (aplicação de desenho sobre a superfície da peça por processo serigráfico); linhas, pintura feita à mão, etc. – muitas vezes são utilizados gabaritos no auxílio à pintura de elementos decorativos.
Cerâmica avançada
“A cerâmica avançada, por meio principalmente do tratamento especial de sua matéria-prima, garante pureza, produção em série e alta qualidade. As cerâmicas avançadas são empregadas para fins eletroeletrônicos e estruturais, como: ferramentas de corte, matrizes de extrusão, isoladores de velas de ignição, turbinas automotivas, mancais de rolamento, pistões e outros. Outra área de alta tecnologia é a da aplicação da biocerâmica na medicina (por exemplo, materiais cerâmicos estruturais para implantes). São também denominadas de cerâmica de alto desempenho, cerâmica fina ou de alta tecnologia.
As cerâmicas de alto desempenho caracterizam-se por constituírem-se em excelentes opções para trabalho em condições de altas temperaturas e meios corrosivos e oferecerem bastante resistência mecânica, tão elevadas quanto os aços”. (TEIXEIRA, 1999; VAN LACK,1973; WRIGHT e PATEL, 2000)
“Os avanços da cerâmica fizeram com que os supercondutores pudessem operar abaixo de 1400°C negativos. Esses materiais terão muitas utilidades nos circuitos de computadores ultra-rápidos e nos magnetos dos futuros trens de alta velocidade.
Outro exemplo importante do uso de cerâmica avançada são os milhares de ladrilhos que recobrem e protegem a superfície exterior dos ônibus espaciais contra o superaquecimento de contato com a atmosfera. Os ônibus modernos usam camadas de silício, carbono e cerâmica.” (WRIGHT e PATEL, 2000)
Um produto criado para a área do Design Cerâmico sofre pelo menos um dos processos produtivos de usinagem. A usinagem é um processo de remoção de material em elementos duros (metais em geral, madeira, argila, etc.) ou de remoção de material de peças ou produtos semi transformados. Esse processo é feito por meio de ferramentas de corte em operações realizadas em máquinas e maneiras diversas, tais como:
Torneamento
O material ou a peça gira em torno do eixo principal de rotação da máquina enquanto a ferramenta se desloca simultaneamente, conforme determinadas trajetórias.
Aplainamento
Operação gerada por movimento retilíneo alternativo da peça ou da ferramenta, em sentido horizontal ou vertical, para produzir superfícies usinadas planas.
Rosqueamento
Operação de produção de filetes de um ou vários sulcos helicoidais em superfícies cilíndricas ou cônicas de revolução.
EXEMPLOS
Sal, Pimenta & Abraço
A Mint Inc, de New York, é a associação dos designers Alberto Mantilla, Anthony Baxter e Scott Henderson. Sua especialidade é a criação de utensílios para casa que unem iguais doses de funcionalidade e inventividade. O conjunto de sal e pimenta “HUG” é feito em porcelana. Segue o conceito do conjunto “HUG”, segundo seus designers:
“The bold use of black and white suggests that we are all brothers and sisters on this planet and we need to treat each other with kindness, compassion and respect. The rethinking of a salt and pepper set on this level, as well the clever geometric aspect of the design and the inherent ergonomic and storage benefits that it provides all contribute to the design’s universal appeal.”
Fantasmas na comida
“Booh salt and pepper” foi desenhado pelos designers Aleverson Ecker, Henrique J. Serbena, R. Luiz Pellanda Jr. e Olaria Cerâmica Contemporânea do Brasil. Palavras dos designers: “Booh is a set of Salt and Pepper shakers made of porcelain. The inspiration for this project was ghosts, funny and simple. Booh!”
Xícara estilosa
A Cupple Mug é uma simples caneca de cerâmica, mas com um design e ergonomia perfeitos. A xícara pode ser virada quando a caneca não estiver sendo usada, e tem um local aonde a caneca se encaixa perfeitamente para guardar no armário com muito estilo.
Chá até a última gota
Esta é uma xícara de chá criada pela polonesa Aleksandra Gulajska para a mostra de cerâmicas contemporâneas da Designboon, no festival de design de Londres. O conceito é muito simples, por um detalhe no cantinho da xícara é possível espremer o saquinho de chá quando você não precisa mais dele. Assim ele não sai pingando da sua xícara, aproveitando todo o concentrado da ervinha.
Isamu Noguchi Tea Cup
Although Tea Cup reveals the formal language of modern design, it is actually based on an ancient Japanese terracotta cup that was in Noguchi’s possession. With this tea cup and saucer Noguchi succeeded in creating a sculptural object that in a unique manner blended western Modernism with the traditional Japanese tea ceremony. The fork, knife, and tea spoon, which presumably were created around the same time, demonstrate how Isamu Noguchi should be seen rather as a sculptor than a designer. The material is highly polished stainless steel, ceramic with vitra.
4 em 1
Essa peça à primeira vista lembra um funil, mas é na verdade um conjunto de mesa. Ele foi desenhado por Karim Rashid e cada conjunto inclui um prato, uma tigela, uma xícara e um pires. Todas as peças foram feitas com a qualidade da cerâmica italiana.
Buracos úteis?
Quanto tempo é possível aguentar a beber chá quente nesta caneca? Os buracos são verdadeiros e se, qual pífaro, não colocamos bem os dedos nesta peça todo o líquido se perde. O design não-funcional da caneca é do israelita Rotem Lahav.
Mas se os buracos da caneca podem ser considerados não funcionais já o mesmo não se pode dizer destes pratos concebidos por Thelermont Hupton. A sua semelhança com uma paleta não é fortuita, pois permite que sejam suportados da mesma maneira, tornando-os particularmente adequados para almoços volantes, refeições frias ou simplesmente para comer enquanto se vê televisão no sofá.
Brincando com a comida
Uma malga para comer cereais, bem divertida. Autoria de Alice Mara.
Já para fazer as crianças comerem a sopa, estes pratos-naufrágio completam a idéia da colher-avião. Design dos tailandeses Chaiyapruk Tongcham e Panatda Manurasda.
Concurso “Ceramics for Breakfast “
1º Lugar: Glide, por George Watson (Reino Unido)
1984 por Danny Cheung
Para um pouco de privacidade, cerâmica. Foi nisso que pensou o designer Danny Cheung ao criar esse aquário. Inspirado no romance 1984 de George Orwell, o objeto oferece um pouco de privacidade ao peixe ao mesmo tempo em que desperta nossa curiosidade e a vontade de espiar. As “paredes” do aquário são em cerâmica. A peça foi a sensação da mostra de design australiana Workshopped 01, conhecida por revelar novos designers.
Cerâmica para passarinhos
Pode não parecer, mas esse diferente objeto é um alimentador de passarinho. Seu formato foi pensado em atrair pequenas aves, já que sua corda suporta o peso de vários passarinhos de uma única vez. Isso não impede que ele receba pássaros maiores, como as pombas. Desenhado por Amy Adams, ele é feito em cerâmica e pode ser facilmente lavado. “Vazio é uma funcional escultura. Quando cheio, um lugar para música.”
Recados lidos e apagados
Neste quadro de recados é possível escrever à vontade e reescrever, sem se preocupar em não errar. Feito em cerâmica, ele vem acompanhado de uma borracha para apagar as mensagens deixadas. Uma opção ótima para não desperdiçar papel, entrando na categoria de Eco-Design, pois há uma aplicação dos conceitos do pensamento ecológico ao Design de Produtos, dentro da filosofia da preservação do meio ambiente e dos paradigmas de sustentabilidade e de atitudes politicamente corretas.
Música para cerâmica
Essas caixas de som não se diferem apenas no formato, seu material também é inovador. Os gabinetes são feitos em cerâmica e sua forma pensada para ser utilizada em qualquer ambiente. Chamadas de “Orb’s” elas vêm com acessórios que permitem diferentes maneiras de adequar ao lugar. Mas as “Orb’s” não são apenas aparência, elas possuem alta tecnologia, transmitindo um som de ótima qualidade.
Entram na área de Design de Sistemas de Som, que é uma especialidade relacionada ao projeto e à concepção de sistemas sonoros de ambientes e de sonorização em geral.

“A cerâmica origina-se pelo processo de transformação do barro na ligação de três elementos fundamentais: água, terra e calor. A matéria-prima e o principal componente da cerâmica é a argila, material formado por minerais, existente em grande variedade, que tem a propriedade de formar com a água uma pasta suscetível de ser moldada, secar e endurecer, sob ação do calor. O grupo dos materiais cerâmicos inclui a cerâmica comum, a cerâmica avançada e o vidro. Conforme sua matéria-prima, as argilas classificam-se em: caulim, ball clays, aluminosas, ferruginosas e calcárias, glaciais, slip clays, stoneware, vitrificantes, infusíveis (a altas temperaturas), refratárias (não se deformam à temperatura de 1500°C), fusíveis (deformam-se e vitrificam-se a temperaturas inferiores a 1200°C).

A cerâmica tem uso diversificado na indústria e no lar: desde louças e porcelanas até materiais de construção, como tijolos, sanitários e azulejos, isoladores ou refratários especiais, até materiais de aplicações mais sofisticadas, como ferramentas de corte, motores de carro, pás para turbinas de avião e semicondutores para componentes eletrônicos.

Processo industrial

As cerâmicas industriais são produzidas por meio de máquinas e equipamentos fabris e as cerâmicas artísticas são confeccionadas e modeladas manualmente em moldes e tornos podendo, eventualmente, serem decorados e vitrificados. Posteriormente, são dispostos em fornos para serem cozidos. A fabricação de produtos passa por várias etapas, desde a fase do barreiro e do tratamento anterior à matéria prima, sucedido pela homogeneização, moldagem e secagem da cerâmica até sua queima.

Métodos de conformação

Os métodos de conformação dependem da quantidade de água em um corpo cerâmico, que determina a escolha do método de moldagem ou ao contrário. Assim, por exemplo, peças de configuração complexa são mais facilmente moldadas com massas que possuem elevada plasticidade, muita quantidade de água.

A conformação dos objetos dá-se pelos processos de prensagem a seco, que consiste na modelagem pela prensagem da argila quase seca em um molde na configuração desejada, e pelo processo de extrusão, que modela os objetos ao forçar a passagem da argila por pressão por meio de aberturas ou moldes que lhe dão forma contínua, em que pode ser cortada em comprimentos desejados.

Processo manual

O método mais disseminado na cerâmica, na confecção de peças artesanais é a moldagem manual. Utilizando-se as mãos para amassar e configurar a argila com o uso de técnicas de espiral, de lâminas e de torneamento. Após o processo, a argila costuma passar pela secagem, aplicação de vidrado e pelo processo de cocção, para torná-la dura.

Métodos de acabamento

Conforme o processo de fabricação empregado, são utilizadas várias técnicas, como: de tirar rebarbas, torneamento e de união de componente de um mesmo objeto; de decoração, em que se destacam: a vitrificação; pintura por esmaltação; aplicação de relevos; decalque; silk-screen (aplicação de desenho sobre a superfície da peça por processo serigráfico); linhas, pintura feita à mão, etc. – muitas vezes são utilizados gabaritos no auxílio à pintura de elementos decorativos.

Cerâmica avançada

“A cerâmica avançada, por meio principalmente do tratamento especial de sua matéria-prima, garante pureza, produção em série e alta qualidade. As cerâmicas avançadas são empregadas para fins eletroeletrônicos e estruturais, como: ferramentas de corte, matrizes de extrusão, isoladores de velas de ignição, turbinas automotivas, mancais de rolamento, pistões e outros. Outra área de alta tecnologia é a da aplicação da biocerâmica na medicina (por exemplo, materiais cerâmicos estruturais para implantes). São também denominadas de cerâmica de alto desempenho, cerâmica fina ou de alta tecnologia.

As cerâmicas de alto desempenho caracterizam-se por constituírem-se em excelentes opções para trabalho em condições de altas temperaturas e meios corrosivos e oferecerem bastante resistência mecânica, tão elevadas quanto os aços”. (TEIXEIRA, 1999; VAN LACK,1973; WRIGHT e PATEL, 2000)

“Os avanços da cerâmica fizeram com que os supercondutores pudessem operar abaixo de 1400°C negativos. Esses materiais terão muitas utilidades nos circuitos de computadores ultra-rápidos e nos magnetos dos futuros trens de alta velocidade.

Outro exemplo importante do uso de cerâmica avançada são os milhares de ladrilhos que recobrem e protegem a superfície exterior dos ônibus espaciais contra o superaquecimento de contato com a atmosfera. Os ônibus modernos usam camadas de silício, carbono e cerâmica.” (WRIGHT e PATEL, 2000)

Um produto criado para a área do Design Cerâmico sofre pelo menos um dos processos produtivos de usinagem. A usinagem é um processo de remoção de material em elementos duros (metais em geral, madeira, argila, etc.) ou de remoção de material de peças ou produtos semi transformados. Esse processo é feito por meio de ferramentas de corte em operações realizadas em máquinas e maneiras diversas, tais como:

  • Torneamento

O material ou a peça gira em torno do eixo principal de rotação da máquina enquanto a ferramenta se desloca simultaneamente, conforme determinadas trajetórias.

  • Aplainamento

Operação gerada por movimento retilíneo alternativo da peça ou da ferramenta, em sentido horizontal ou vertical, para produzir superfícies usinadas planas.

  • Rosqueamento

Operação de produção de filetes de um ou vários sulcos helicoidais em superfícies cilíndricas ou cônicas de revolução.

EXEMPLOS:

Sal, Pimenta & Abraço

Sal, Pimenta & Abraço

A Mint Inc, de New York, é a associação dos designers Alberto Mantilla, Anthony Baxter e Scott Henderson. Sua especialidade é a criação de utensílios para casa que unem iguais doses de funcionalidade e inventividade. O conjunto de sal e pimenta “HUG” é feito em porcelana. Segue o conceito do conjunto “HUG”.

Fantasmas na comida

Fantasmas na comida

“Booh salt and pepper” foi desenhado pelos designers Aleverson Ecker, Henrique J. Serbena, R. Luiz Pellanda Jr. e Olaria Cerâmica Contemporânea do Brasil. Palavras dos designers: “Booh is a set of Salt and Pepper shakers made of porcelain. The inspiration for this project was ghosts, funny and simple. Booh!”

Chá até a última gota

Chá até a última gota

Esta é uma xícara de chá criada pela polonesa Aleksandra Gulajska para a mostra de cerâmicas contemporâneas da Designboon, no festival de design de Londres. O conceito é muito simples, por um detalhe no cantinho da xícara é possível espremer o saquinho de chá quando você não precisa mais dele. Assim ele não sai pingando da sua xícara, aproveitando todo o concentrado da ervinha.

Brincando com a comida

naufragicos

Já para fazer as crianças comerem a sopa, estes pratos-naufrágio completam a idéia da colher-avião. Design dos tailandeses Chaiyapruk Tongcham e Panatda Manurasda.

Concurso “Ceramics for Breakfast “

ceramics for breakfast

1º Lugar: Glide, por George Watson (Reino Unido)

Cerâmica para passarinhos

cerâmica para passarinhos

Pode não parecer, mas esse diferente objeto é um alimentador de passarinho. Seu formato foi pensado em atrair pequenas aves, já que sua corda suporta o peso de vários passarinhos de uma única vez. Isso não impede que ele receba pássaros maiores, como as pombas. Desenhado por Amy Adams, ele é feito em cerâmica e pode ser facilmente lavado. “Vazio é uma funcional escultura. Quando cheio, um lugar para música.”

Recados lidos e apagados

recados lidos

Neste quadro de recados é possível escrever à vontade e reescrever, sem se preocupar em não errar. Feito em cerâmica, ele vem acompanhado de uma borracha para apagar as mensagens deixadas. Uma opção ótima para não desperdiçar papel, entrando na categoria de Eco-Design, pois há uma aplicação dos conceitos do pensamento ecológico ao Design de Produtos, dentro da filosofia da preservação do meio ambiente e dos paradigmas de sustentabilidade e de atitudes politicamente corretas.

Música para cerâmica

musica para cerâmica

Essas caixas de som não se diferem apenas no formato, seu material também é inovador. Os gabinetes são feitos em cerâmica e sua forma pensada para ser utilizada em qualquer ambiente. Chamadas de “Orb’s” elas vêm com acessórios que permitem diferentes maneiras de adequar ao lugar. Mas as “Orb’s” não são apenas aparência, elas possuem alta tecnologia, transmitindo um som de ótima qualidade.

Entram na área de Design de Sistemas de Som, que é uma especialidade relacionada ao projeto e à concepção de sistemas sonoros de ambientes e de sonorização em geral.

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...