Diversidade em cerâmica para revestimento

A cerâmica é o material artificial mais antigo produzido pelo homem, existindo a cerca de dez a quinze mil anos. Do grego “kéramos”, “terra queimada” ou “argila queimada” é um material de imensa resistência, sendo freqüentemente encontrado em escavações arqueológicas.

Quando saiu das cavernas e se tornou um agricultor, o homem necessitava não apenas de um abrigo, mas de vasilhas para armazenar a água, os alimentos colhidos e as sementes para a próxima safra. Tais vasilhas tinham que ser resistentes ao uso, impermeáveis a umidade e de fácil fabricação.

Essas facilidades foram encontradas na argila, deixando pistas sobre civilizações e culturas que existiram milhares de anos antes da Era Cristã.

A cerâmica é uma atividade de produção de artefatos a partir da argila, que se torna muito plástica e fácil de moldar quando umedecida. Depois de submetida a uma secagem para retirar a maior parte da água, a peça moldada é submetida a altas temperaturas ao redor de 1.000oC, que lhe atribuem rigidez e resistência, mediante a fusão de certos componentes da massa, e em alguns casos fixando os esmaltes na superfície.

Essas propriedades permitiram que a cerâmica fosse utilizado na construção de casas, vasilhames para uso doméstico e armazenamento de alimentos, vinhos, óleos, perfumes, na construção de urnas funerárias e até como “papel” para escrita.

A cerâmica pode ser uma atividade artística, em que são produzidos artefatos com valor estético, ou uma atividade industrial em que são produzidos artefatos para uso na construção civil e engenharia.

Hoje em dia, além de sua utilização como matéria-prima constituinte de diversos instrumentos domésticos, da construção civil e como material plástico nas mãos dos artistas, a cerâmica é também utilizada na tecnologia de ponta, mais especificamente na fabricação de componentes de foguetes espaciais, justamente devido a sua durabilidade.

Temos outros artigos que descreve mais sobre fabricação de revestimento cerâmico.

A dinâmica das indústrias baseadas na criatividade individual e na propriedade intelectual, ainda mais no contexto da cultura, é o futuro. Novas tecnologias estão redefinindo a formação da sociedade e temos de mudar a forma como vemos o mundo. As indústrias criativas, como Google, saem na frente porque investem nas inovações produzidas pelos talentos. No Brasil, as indústrias cerâmicas criativas movimentem muito dinheiro para arquitetura e design, incluindo atividades indiretas, relacionadas a apoio em produção e serviços. Mas é pouco. Temos potencial para muito mais.

Um breve olhar sobre estado de São Paulo permite constatar que é um grande momento. Cada vez mais criativa, com diversidade cultural invejável, onde cada empresa gera talentos e produzem riquezas. E a idéia que brota cada vez mais dos talentos criativos é a matéria-prima a ser formatada em produtos que seduzam consumidores, criem riqueza em tempos de crise e cumpram a difícil missão de conferir identidade e personalidade a um destino.

Segue um vídeo que demonstra a diversidade em cerâmica para revestimento em todo Brasil:

Imagem de Amostra do You Tube
Brasil – Diversidade em Cerâmica para Revestirmento

autoria do filme: Anfacer

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...