METRO ARQUITETOS INTEGRA A OBRA MUSEUS BRASILEIROS

PROJETO DO METRO ARQUITETOS INTEGRA A OBRA MUSEUS BRASILEIROS, DE ROBERTO SEGRE
Museu Votorantim é definido como um projeto mais interativo, característica de bons museus brasileiros

O escritório METRO ARQUITETOS, com o projeto Espaço Votorantim, foi relacionado pelo crítico e professor de arquitetura Roberto Segre para integrar o livro “Museus Brasileiros”. O projeto ganhou destaque na publicação por abrigar uma exposição de longa duração, que conta a história do Grupo Votorantim, e, também, pela estrutura arrojada do Espaço que objetiva a interação do visitante com as exposições.

“A intenção do desenho da exposição, que passa pela história do grupo e das suas diferentes áreas de atuação, é proporcionar uma experiência sensorial e não ser apenas suporte: o próprio material é conteúdo. Mostramos todas as etapas do processo produtivo, da extração do minério em seu estado mais bruto até a produção da folha mais fina, incorporando as etapas intermediárias que normalmente não aparecem”, afirma um dos sócios do METRO, Martin Corullon.

Para o livro, Segre selecionou projetos de grande impacto cultural e também aqueles que fogem do molde dos museus passivos, e que prestigiam sistemas mais interativos que facilitam a interação entre obras e usuários, uma tendência entre os museus brasileiros.

O livro traz 20 museus e é dividido em quatro partes, todas fotografadas por Leonardo Finotti, e conta tanto com obras concluídas, como do Espaço Votorantim, do METRO ARQUITETOS, em São Paulo, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), de Niterói, de Oscar Niemeyer, o Museu Brasileiro da Escultura (Mube), em São Paulo, de Paulo Mendes da Rocha, e o Iberê Camargo, em Porto Alegre, do português Álvaro Siza, quanto projetos em andamento, como o Museu do Amanhã, do espanhol Santiago Calatrava, o Museu da Imagem e do Som, dos novaiorquinos Diller-Scofidio + Renfro, e o Museu do Meio Ambiente, de André Luiz Prado e Bruno Santa Cecília, todos no Rio de Janeiro.

Além dos projetos arquitetônicos o livro destaca como o fenômeno da construção de museus adquiriu progressiva importância ao longo da história do Brasil e a pluralidade e a qualidade da arquitetura do País. “Museus Brasileiros” é editado pela Viana & Mosley e tem 200 páginas e mais de 100 imagens que ilustram a produção e evolução de museus e da arquitetura.

Sobre o Metro
Fundado em 2000, em São Paulo, o Metro é um escritório de arquitetura com projetos em diferentes escalas, de instalações temporárias a intervenções urbanas. Com uma prática que alia rigor técnico, detalhamento e pesquisa, o escritório busca soluções contemporâneas sem abandonar a tradição arquitetônica moderna, fruto da intensa colaboração com o arquiteto Paulo Mendes da Rocha. É constante a participação em projetos artísticos e culturais. Fazem parte do portfólio do Metro clientes como Nestlé, Votorantim, Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo, Galeria Leme, entre outros.

Finalista do “III Prêmio Arquitetura & Construção – O Melhor da Arquitetura 2010”, o METRO ARQUITETOS também aparece em lista com os 25 arquitetos ou escritórios de arquitetura que devem fazer diferença nos próximos 25 anos – ou seja, até 2035, da revista “AU – Arquitetura e Urbanismo”.

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...