Design e Brasilidade, por Alvaro Guillermo

Alvaro Guillermo, diretor da agência Mais Grupo, foi um dos palestrantes do HSM ExpoManagement 2011, maior evento de conhecimento de gestão da América Latina, que aconteceu no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

A palestra ministrada por Guillermo tinha como tema: Design e Brasilidade – sem medo de dizer que sou do Brasil.

Em sua palestra Guillermo abordou os signos da brasilidade que hoje estão sendo valorizados no mundo, como o design pode promover estes signos e agregar valor às marcas e aos produtos. No momento que o consumidor ou usuário estabelece contato com objetos e serviços pensados com design, se constitui uma relação de valores. É por isso que o design consegue desenvolver objetos totalmente complexos e inovadores que são utilizados sem necessidade de leitura de manuais. Objetos e marcas com forte presença dos valores da brasilidade têm reconhecimento internacional.

Durante a palestra, Guillermo apresentou cases de produtos e marcas brasileiras que se tornaram referência no mercado brasileiro e internacional. Segue uma entrevista exclusiva ao Design Cerâmico:

Design Cerâmico: O que ou quem vc destacaria no Design Brasileiro? Por quê?

Alvaro Guillermo: São muitos nomes cada um no seu tempo, Aloísio Magalhães, pioneiro e dedicou-se ao design Brasil, seu papel é tão importante que o Dia Nacional do Design e o Dia Nacional da Cultural é comemorado em 5 de novembro, em sua homenagem (data de seu nascimento). Fez papel moeda utilizando o efeito Moiré que era um erro gráfico e ele o utiliza para dar valor e tornar a moeda mais difícil de falsificar.

Vários colegas que ao longo dos últimos 30 anos ajudaram a reconhecer a importância do Design e dos profissionais que trabalham com Design.

A Associação de Ensino de Design do Brasil, teve papel fundamental, ativa até hoje, organizando a formação superior e de pesquisa (Mestrados e Doutorados), isto trouxe para a profissão o caráter científico e acadêmico necessário para apresentar dados, artigos e publicações que eram praticamente inexistentes na década de 80. Tenho a maior honra de ter sido Presidente de 1991 a 1995.

Sérgio Rodrigues, poltrona Mole Design Cerâmico: Como o Brasil está crescendo em relação ao Design mundial?

Alvaro Guillermo: O design brasileiro sempre foi muito bem visto no mercado mundial, principalmente o gráfico, faltava a indústria investir para ver o resultado nos produtos. A cada dia mais empresas, brasileiras e estrangeiras, investem em design brasileiro, e principalmente no design que tem brasilidade.

Alguns como os Campana são mais famosos, pois fazem o chamada design autoral, mas temos muitos produtos e marcas desenhadas por brasileiros que são reconhecidos, pela eficácia, prêmios, etc.

Sérgio Rodrigues, pela poltrona Mole; Zalspuzin; Joaquim Tenreiro; Zanine (anos 50).

Patricia Urquiola Design Cerâmico: Quais as referencias mundiais que vc tem como Design? Por quê?

Alvaro Guillermo: Dos teóricos, Victor Margolin, da Universidade de Chicago USA, e Tomás Maldonado, da Argentina.

Gui Bonsiepe, atualmente no Brasil, sua contribuição à teoria aqui foi muito importante. Meu livro Design do Virtual ao Digital, é um título parafraseando seu livro, uma homenagem.

Dos atuais, podemos destacar Philip Stark; Yoshioka; Patricia Urquiola; Front Design, da Suécia, com desenhos de cerâmicas inclusive. Marcel Wonder, Yves Behar (apenas alguns, são muitos).

Gosto das empresas que trabalham com design estratégico, como a minha: Frog Design e Ideo.

Design Cerâmico: Quais são os principais pilares que devemos destacar no Design brasileiro?

Alvaro Guillermo: Temos uma característica que é a falta de uma escola forte e marcante (Bauhaus, Memphis, etc). Isto nos permite produtos com linguagens bem variadas, que representam essa cultura multifacetada que é o Brasil.

Já na Brasilidade, presente no design, destaco visão de futuro, somos um País de futuro. Quebrar modelos e paradigmas como a poltrona Mole de Sérgio Rodrigues (o jeito brasileiro de sentar). Sustentabilidade, ecologia e comprometimento social.

Marcelo Rosenbaum

Design Cerâmico: Na sua opnião, quais serão as tendências para o design nos próximos tempos?

Alvaro Guillermo: Exatamente os itens acima, por isso é a vez do Brasil, da Brasilidade e do Design.

 

Confira alguns artigos reunidos por Alvaro Guilhermo:

http://issuu.com/alvaromais/docs

Sobre Alvaro Guillermo: além de diretor da agência Mais Grupo desde 1982, é arquiteto, designer e Mestre em Arte, Educação e História da Cultura. Especialista e pesquisador em consumo do Design. professor de pós-graduação dos cursos Ciências do Consumo e Design Estratégico, da ESPM SP, da Universidade de Buenos Aires (UBA) e da Universidade Nacional de Mendoza, na Argentina. Autor dos livros Design: do virtual ao digital e Branding: Design e Estratégias de Marcas. Presidente da AEnD-Br, presidente do 1º Congresso Brasileiro de Design, consultor do Programa Brasileiro de Design e de diversos programas regionais de Design.

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...