CERSAIE 2014

  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • Ascot
  • Cersaie2013_Frontone
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • Impronta
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • SONY DSC
  • NovoCeram
  • NovoCeram1
  • Porcelaingres
  • Porcelaingres1
  • Porcelanosa
  • SONY DSC
  • SONY DSC

Cersaie2013_Frontone

CERSAIE 2014: insubstituível como sempre, inspiradora como nunca.

A CERSAIE 2014 foi, mais uma vez, um prato cheio para nós profissionais do ramo: muitas novidades e surpresas, algumas decepções mas, principalmente, muita inspiração!

Algumas tendências dos anos anteriores, como a personalização e a modularidade, se confirmaram. Outras, como a preocupação ecológica, já se tornaram um comportamento incorporado, quase que uma obrigação. E também foi possível detectar novas tendências que surgem com força, como os produtos com brilho.

De um modo geral, minha avaliação foi um tanto positiva, especialmente a evolução significativa das aplicações de protetivas, simulações de relevos e lustres que agora empregam a tecnologia de impressão digital e que oferecem produtos bastante diferenciados, com acabamento bonito e elegante.

As maiores decepções foram os prometidos produtos com a tecnologia de impressão dos esmaltes: ainda não foi possível obter um resultado satisfatório para a produção em alta escada. Mas não duvido que teremos grandes novidades no ano que vem.

Porcelaingres

A volta do requinte

De um modo geral, é possível perceber que lentamente o mercado começa a se recuperar da crise mundial e que os produtores estão voltando suas atenções para o mercado externo. Se antes a ênfase estava nos produtos mais simples e funcionais, agora o foco é o brilho, o requinte e o glamour. Por isso, os produtos estão mais refinados e elegantes.

Esta ênfase no requinte se traduz também nos motivos: as simulações de pedras e madeiras (Cerâmica Porcelaingres) continuam presentes mas cederam bastante espaço aos mármores (Cerâmica Impronta) e ao cimento (Cerâmica Pastorelli). Aliás, os mármores brilhantes foram a tendência mais forte da CERSAIE 2014, apresentados em todos os formatos e acabamentos, em versões polidas, lapidadas ou esmaltadas (Cerâmica Atlas Concorde).

SONY DSC

Os formatos nunca foram tão grandes, com uma ampliação da tendência de modularidade e das formas geométricas, principalmente as hexagonais (Cerâmicas Mirage) – praticamente todos os estandes tinham algum produto hexagonal. Nota-se que esta valorização dos grandes formatos (Cerâmica Florim e Fiandre) é resultado de um maior domínio da tecnologia, mas também uma estratégia de negócio: já que as vendas e o consumo ainda são pequenos, os produtores investem em opções de maior valor agregado e produzidos por poucos, aumentando sua exposição e rentabilidade.

A evolução tecnológica também pode ser sentida nos acabamentos, que neste ano estavam  melhor cuidados, mais elegantes e bonitos (Cerâmica Porcelanosa). Se antes a tecnologia tradicional por contato só pegava no alto relevo, sem muita possibilidade de movimento, agora é possível variar muito mais os desenhos e os relevos, proporcionando resultados surpreendentes.

SONY DSC

E num cenário mais otimista, o espaço para a experimentação volta a crescer, com peças apresentando cores e motivos diferenciados e inovadores, influenciados por expressões culturais como os quadrinhos e as artes plásticas (Ceramica Del Conca). Assim, encontramos novas formas de personalização e diferenciação dos produtos, inclusive com linhas exclusivas assinadas, como a apresentada pela Ascot Ceramiche.

Vale ainda destacar o estande da francesa NovoCeram: se nas edições anteriores esta cerâmica já chamou a atenção pelos seus estandes, neste ano a originalidade de seu conceito conquistou a todos: o estande era uma mistura de casa de campo com mercado municipal, uma iluminação simples e produtos rústicos… tudo com muito bom gosto e atenção aos detalhes. E os produtos cerâmicos? Discretamente eles compunham todo o cenário, integrados no ambiente mas introduzindo de forma marcante suas cores, texturas e variações. Inesquecível!!

NovoCeram1

Uma feira mundial

É interessante perceber que, apesar da forte influência italiana, a CERSAIE gradualmente está ficando cada vez mais globalizada, com as melhores cerâmicas do mundo expondo em Bologna o que têm de melhor e, com isso, ditando tendências em termos de formatos, tecnologias e design. São perfeitos.

Infelizmente, a grande ausência neste sentido foi mesmo a do Brasil. Nesta edição nem mesmo os grandes players nacionais estavam representados, com a honrosa exceção da Mosarte, que estava presente com sua linha de produtos diferenciados, de maior valor agregado.

É pouco para um setor ceramista brasileiro que nos últimos anos vem crescendo muito em qualidade e originalidade, como foi demonstrado em agosto deste ano no 2o. Prêmio Nacional ASPACER. Será que não está na hora de ousarmos mais?

Felizmente o Grupo Incefra compreende a importância deste olhar externo e por isso sempre envia colaboradores para acompanhar a CERSAIE. Os resultados práticos são evidentes

SONY DSC

Camila Lamberti

Designer e Gerente de produtos, Camila Lamberti atua em uma empresa de grande porte do setor cerâmico nos estados de São Paulo e Bahia e tem como foco a pesquisa de tendências e conceitos que conquistem os consumidores. Com isso, Camila está sempre um passo a frente em relação às novidades do mercado de produtos para arquitetura, decoração, design e acabamentos.

Você pode gostar...